Weby shortcut
Logo - Quadrada
UFJ
Twitter
 Facebook
Instagram

Análise Química e Separações

Atualizado em 26/09/19 15:24.

A linha de pesquisa em Análise Química e Separações busca o desenvolvimento e aplicação de metodologias analíticas, incluindo técnicas quimiométricas, no estudo de problemas ambientais associados à poluição por metais pesados e agrotóxicos; controle de qualidade de matéria prima e produto acabado; no estudo de moléculas bioativas de interesse farmacêutico, alimentício, biotecnológico e clínico. Ainda comtemplará o desenvolvimento, preparação e caracterização de eletrodos, sensores com intuito de estudar os processos eletroquímicos, mecanismos de transferência de carga, eletrocatálise e fenômenos de adsorção, que ocorrem na interface eletrodo/solução. Visa também ao desenvolvimento de métodos cromatográficos.

 

Docentes Vinculados a Linha:

Andrea Rodrigues Chaves

Projeto de Pesquisa: Padronização e validação analítica de novas metodologias de extração e separação empregando sistemas miniaturizados

O presente trabalho propõe o desenvolvimento e validação analítica de metodologia DPX/LC-UV empregando fase extratora monolítica, aplicada na determinação e quantificação de dexametasona em sistemas microparticulados de liberação controlada de fármacos. Microesferas de poli ácido lático (PLA) dexametasona fosfato encapsuladas serão empregadas como modelo de liberação.

 

Claudinei Alves Da Silva

Projeto de Pesquisa: Desenvolvimento e Validação de Métodos Cromatográficos para Análise de Fármacos e Moléculas Bioativas.

Tem como objetivo o desenvolvimento e validação de protocolos analíticos para análise de moléculas bioativas, para o controle de qualidade de formulações farmacêuticas, análises físico-químicas das matérias-primas e de produtos acabados e visando não somente desenvolver tais ferramentas, mas também ampliar o conhecimento a respeito das técnicas cromatográficas.

Projeto de Pesquisa: Prospecção de espécies vegetais do Cerrado com potencial para aplicações biológicas.

A proposta é a verificação das atividades biológicas de óleos essenciais, extratos e princípios ativos de espécies vegetais remanescentes do Cerrado, especialmente das partes renováveis como folhas, frutos e flores, não causando assim impacto ao meio ambiente. Este estudo contribuirá para o maior conhecimento da constituição química de espécies vegetais do Cerrado brasileiro, uma vez que, envolverá o isolamento, identificação e quantificação dos componentes mais ativos das espécies estudadas. Neste sentido, a identificação de espécies com potencial uso medicinal poderá ser útil para orientar pesquisas, refinar e/ou aperfeiçoar seu uso popular, desenvolver preparos terapêuticos de baixo custo e isolar substâncias ativas passíveis de síntese pela indústria farmacêutica, gerando um aporte ao desenvolvimento de novos fármacos com atividades antioxidante, antitumoral, anti-helmíntica e fotoprotetora.

 

Gildiberto Mendonca de Oliveira

Projeto de Pesquisa: Modificação de superfícies de pó de grafite por eletrodeposição para o desenvolvimento de eletrodo de pasta de carbono.

Dentre os diferentes tipos de eletrodos de trabalho utilizados no desenvolvimento de métodos eletroanalíticos, tem-se o eletrodo de pasta de carbono (EPC), obtido pela mistura de pó de grafite e um aglutinante (por exemplo, óleo mineral). Como principal característica deste tipo de eletrodo, tem-se a possibilidade de modificação da composição do material eletródico, o qual pode contribuir para aumentar sua sensibilidade e seletividade ao ser empregado em eletroanálise. A utilização de metais como modificadores tem ocorrido principalmente por meio de nanopartículas obtidas por processos ex situ, as quais são incorporadas no momento do preparo da pasta de carbono. A eletrodeposição de nanopartículas de metais também tem sido utilizada, porém esta tem sido somente feita como um recobrimento da superfície do EPC, a qual não pode ser renovada por simples polimento e sim por uma nova eletrodeposição. Neste sentido, o objetivo desta linha de pesquisa é investigar o processo de eletrodeposição de metais dentro de uma pasta de carbono, com a finalidade de se obter um volume de pó de grafite recoberto por metal (micro ou nanopartículas), o qual dentre outras
características possibilite a renovação da superfície do EPC por simples polimento. Além da aplicação direta do pó de grafite recoberto por eletrodepósito, este também poderá ser funcionalizado por bioreceptores com o objetivo de aplicação no desenvolvimento de biosensores.

 

Helen Cristine de Rezende

Projeto de Pesquisa: Pré-concentração por extração em ponto nuvem para determinação de íons metálicos em amostras de interesse ambiental por espectrofotometria de absorção molecular.

A extração por ponto nuvem, do inglês “cloud point extraction” (CPE), se baseia na propriedade que alguns surfactantes possuem de formar micelas, em soluções aquosas ou orgânicas, a partir de uma determinada concentração. Ela surgiu como uma alternativa a extração líquido-líquido convencional, por apresentar altos fatores de préconcentração,
requerer quantidades menores de amostras, ser um procedimento relativamente simples quando comparado a extração convencional, utilizar reagentes com menor toxicidade eliminando o uso de grandes quantidades de solventes orgânicos e por tornar o procedimento mais seguro e econômico. Desta forma, o objetivo principal do projeto é desenvolver uma metodologia para determinação íons metálicos, bem como outros analitos, como corantes em amostras ambientais utilizando préconcentração/ extração por ponto nuvem e detecção por espectrofotometria de absorção molecular.